HISTÓRIA
1912
Constituição da sociedade ’Barbosa e Almeida’ (empresa de comercialização de garrafas) pelos sócios Raul da Silva Barbosa e Domingos de Almeida, com o capital de três contos de reis.
1930
Início da actividade industrial em Campanhã (Porto) com Tecnologia Semi-Automática. É adoptada a designação ’Fábrica de Vidros Barbosa e Almeida, Lda.’
1947
Introdução da Tecnologia Automática: instalação, inovadora em Portugal, de equipamento de alimentação e moldagem automática para fabricação de garrafas.

1965
Aquisição da terceira máquina automática aumentando a produção semanal para cerca de 350 mil garrafas (uma capacidade 6 vezes superior à de 18 anos antes).
1969
Início da laboração da nova unidade fabril em Avintes (Vila Nova de Gaia), com dois fornos regenerativos que recuperam o calor) que se apresentavam como tecnologia de vanguarda face aos tradicionais métodos de fusão das matérias-primas.
1971
Instalação da primeira máquina automática do tipo IS (Individual Section) conduzindo a um aumento substancial da capacidade instalada.
1975
Transformação em sociedade anónima com a determinação ’BA - Fábrica de Vidros Barbosa & Almeida, SARL’

1979
A produção conta com cinco máquinas do tipo IS, sendo uma delas computorizada.
1983
Instalação de um novo forno regenerativo. Reconversão de equipamentos, introduzindo novas tecnologias no domínio da moldagem computorizada e alargando a automatização do Controlo de Qualidade do produto de todas as linhas de produção.
1986
José Augusto da Silva Domingues adquire as participações dos accionistas da Sogrape (77%) e da Vinícola do Dão (3%) passando a controlar cerca de 80% do capital social.

1987
Admissão à cotação das acções na Bolsa de Valores.
José Augusto Silva Domingues permanece como accionista de referência com uma participação maioritária de cerca de 54% do capital social.
1988
Construção de um novo forno que aumentou a capacidade instalada em cerca de 40%, confirmando a posição de liderança na produção de embalagens de vidro em Portugal.
1993
A BA adquire ao Estado 94,5% da ’CIVE - Companhia Industrial Vidreira, SA’, empresa situada na Marinha Grande, com três fornos.

1995
Opera-se a fusão por incorporação da CIVE na BA.

1998
Uma empresa do Grupo Sonae adquire 19,9% do capital aos Herdeiros de José Augusto Domingues e, em consequência do acordo accionista, passa a deter 49,9% dos direitos de voto, assumindo a gestão da empresa.
1998
Constituição da empresa espanhola ’BA - Fábrica de Envases de Vidrio Barbosa & Almeida, SA’, (participada pela BA em 90,15% do capital social), e construção de uma fábrica com um forno em Villafranca de los Barros (Estremadura Espanhola).
1999
Compra por meio de Oferta Pública de Aquisição, de 54,3% do capital social da ’Vidriera Leonesa, SA’ (VILESA), empresa com uma unidade fabril em León (Espanha), com dois fornos. Aumento progressivo da participação até aos 99% do capital social.

1999
Aumento do capital social para os 37,5 milhões de euros (valor actual).
Antigo Logotipo
Novo Logotipo desde Dezembro de 2008
2000
A participação do Grupo Sonae atinge os 49,9% do capital social.

2001
Fusão entre as empresas espanholas ’BA - Fábrica de Envases de Vidrio Barbosa & Almeida, SA’ e ’Vidriera Leonesa, SA’, alterando-se a designação social para ’BA Vidrio, SA’.

2003
A BA deixa de ser cotada em Bolsa e passa a ser detida por uma única sociedade, a ’Bar-Bar-Idade Glass - Serviços de Gestão e Investimentos, SA’ que tem como accionistas a Sonae Capital, SGPS, SA; Bar-Bar-Idade, SGPS, SA (detida por Carlos Moreira da Silva); e a Família Silva Domingues.

2004
Management Buy Out (MBO): Carlos Moreira da Silva, a Família Silva Domingues e os Administradores e Quadros Superiores do Grupo BA adquirem a totalidade do capital social da empresa.

2005
A sociedade altera a denominação para ’BA Vidro, SA’ e empresa mãe para ’BA Glass I - Serviços de Gestão e Investimentos, SA’.
2008
Aquisição do Grupo Sotancro, que permitiu alargar o portfolio de produtos e clientes do Grupo BA passando este a abranger os segmentos de farmácia e cosmética.
2012
Aquisição do grupo Polaco Warta Glass.

Esta aquisição permite ao Grupo BA uma expansão geográfica do seu mercado para a Europa de leste, representando assim um passo em frente na aposta de internacionalização do Grupo.

A aquisição permite ainda ao Grupo BA uma diversificação do seu portfolio de clientes e de produtos, reforçando de forma significativa o seu posicionamento no segmento de bebidas espirituosas.

...

Opera-se a fusão por incorporação da Sotancro na BA.



2016
Aquisição da HNG Global, uma empresa alemã de embalagens de vidro com sede em Gardelegen, a oeste de Berlim.

Com esta nova fábrica, a BA expande o seu mercado para a Europa Central, acrecentando-a ao seu atual portefólio de vendas no grande Mercado Europeu. Esta nova fábrica permite-nos criar sinergias entre operações e melhora o serviço à nossa base de clientes internacionais, enquanto aumenta também o nosso entendimento do mercado.

Assim, actualmente, fazem parte do Grupo BA oito fábricas que produzem diariamente mais de catorze milhões de unidades - garrafas, frascos e boiões - para clientes das indústrias alimentar e de bebidas.



CERTIFICAÇÕES:

AV MG VF LE VN JE SI GA
ISO 9001:2008 X X X X X X X X
ISO 14001:2004 X X X X X X X
FSSC 22000:2011 X X X X X X X
SA 8000:2008 X X X X X
PN N 18001:2004 X X
ISO 22000:2005 X
ISO 50001:2011 X
2017
Aquisição do Grupo Yioula, composto por 4 fábricas em 3 países: Grécia (Atenas), Bulgária (Sofia e Plovdiv) e Roménia (Bucareste). Com estas novas aquisições, o grupo passa a produzir mais de 20 milhões de unidades por dia.